por: Jhenifer Lorena Vieira - Curitiba(PR)

Data: 07/04/2017 às 11h24min - Atualizada em 07/04/2017 às 11h24min


..

vestigando os constantes ataques aos shoppings e estabelecimentos fechados, policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) chegaram a um empresário com vários aparelhos roubados. O homem, de 38 anos, foi preso com cinco celulares de alto valor levados de dois shoppings em Curitiba.



Conforme apurou a Tribuna do Paraná, os celulares eram vendidos por um preço bem menor do que o do mercado. “Alguns aparelhos eram vendidos por R$ 1500, mas na verdade custavam quase R$ 5 mil”, explicou o delegado Marcelo Magalhães.



O homem foi preso no bairro Cajuru, em Curitiba. Segundo as investigações, ele era um empresário que comprava os aparelhos dos assaltantes e vendia não só na loja que mantinha, mas também pela internet. “Na casa deste empresário, além dos celulares, encontramos ainda munições de calibre restrito e permitido”, contou Marcelo Magalhães.



O Cope investiga ainda uma possível participação de vigilantes nas ações dos shoppings, isso porque o homem preso tinha documentação para atuar nessa função. “Nós vamos apurar isso agora, pra saber se ele não pode ter trabalhado em algum shopping também. Mas por enquanto, o que temos é somente o que já foi dito”, explicou o delegado.



Detalhes das ações



As duas ações em que os bandidos levaram os aparelhos aconteceram no começo de abril. O primeiro assalto aconteceu na noite do primeiro dia do mês, na loja do Shopping Mueller, no bairro Centro Cívico. Nessa ação, três homens armados invadiram o estabelecimento, levando diversos celulares.



O outro assalto foi na noite do dia 4 de abril, na loja do Shopping Crystal, no Batel. Quatro homens armados deram voz de assalto, levando, além de celulares, vários outros aparelhos eletrônicos.



Foco na receptação



Conforme a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp-PR), além destes dois assaltos, pelo menos outros dois estão sendo investigados. O trabalho de investigação sobre os assaltos em específico seguem pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) de Curitiba.



Para o secretário, da mesma forma que já comentou à Tribuna do Paraná o delegado Emmanoel David, da DFR as escolhas dos bandidos são sazonais. “Já tivemos épocas em que a preferência eram outros tipos de lojas, depois foram as farmácias e agora chegaram aos shoppings. Os bandidos escolhem pela facilidade que têm de escapar mais rápido”, considerou Wagner Mesquita.



O secretário confirmou que a intenção não é só prender os autores dos roubos, a maioria deles adolescentes. “Mas também pegar firme contra os receptadores. Porque eles são responsáveis por alimentar estes crimes”, defendeu.



Na reunião que está marcada para a tarde desta sexta-feira com representantes de 10 shoppings de Curitiba e as forças da segurança, o secretário quer pedir maior envolvimento dos estabelecimentos. O foco será aumentar o monitoramento e integrar ao trabalho que já vem sendo feito pela Sesp.



 



 



Fonte: Tribuna PR



COPE PRENDE EMPRESÁRIO COM DIVERSOS CELULARES ROUBADOS DE SHOPPINGS