KIT MÍDIA Contato

por: Ana Caroline Cortes - Curitiba(PR)

Data: 25/06/2014 às 22h59min - Atualizada em 25/06/2014 às 23h13min
..Danielle Andrade, (21), compositora e cantora. Ela iniciou sua carreira profissional quando tinha sete anos de idade, teve como grande influência sua mãe que tinha um teclado em casa e adorava compor e escrever poesias.

Danielle escreveu sua primeira música No Seu Olhar com nove anos de idade. Conta ela: “O que despertou meu sentimento pela música foi perceber que eu poderia eternizar os meus sentimentos e transmitir coisas boas para outras pessoas.”

A artista tem sonhos para gravar o seu primeiro CD e afirma: ”se tudo der certo tenho planos para gravar ano que vem."

Ela gosta de compor músicas que falem do amor pelo universo, pelo próximo e por nós mesmos. Danielle declara: “Na verdade a inspiração aparece nos momentos mais distintos, já fiz música sobre sonhos que tive, já fiz música sentada na praça central, já demorei três dias para fazer uma música e três minutos para fazer outra. E por incrível que pareça a que eu levei três minutos é minha preferida (No Seu Olhar).”

Ela conta que tem o apoio de sua família, principalmente do seu irmão Fernando conhecido como Salsidc, que ajuda nas melodias e gravações, e seu marido que é contra baixista e faz arranjos para suas músicas.

Daniele relata: “geralmente escrevo muito, principalmente porque tenho um blog onde escrevo crônicas (pessoasdaalma.blogspot.com) junto várias composições, pego o violão e crio uma melodia em cima do que quero passar, e tudo vai surgindo naturalmente.”


Gisele Regina Mallon, (33), estuda piano desde os seis anos de idade. Hoje é professora de música, compositora e musicoterapeuta.

Gisele toca flauta-doce, piano e um pouco de violão. Ela conta “Uso a musicoterapia receptiva, técnicas de inspiração, técnicas de relaxamento profundo, composição e improvisação em tempo real e visualização dentro da área holística.”

Gisele gosta de compor músicas que mesclem temas do folclore e músicas étnicas mundiais junto com a forma erudita. Em suas músicas sempre tem o espaço para improvisação como o jazz.

Novas Compositoras Curitibanas