KIT MÍDIA Contato

por: Marcio Nato Rodrigues - Curitiba(PR)

Data: 01/12/2017 às 09h10min - Atualizada em 01/12/2017 às 09h10min
.. No mês de dezembro, os espaços da Fundação Cultural de Curitiba promovem atividades relacionadas à inclusão de pessoas com deficiência. De 30 de novembro a 13 de dezembro, o Cine Guarani terá em cartaz, nas sessões das 17h, o documentário “Olhando para as estrelas” (2017), de Alexandre Peralta. O filme faz um retrato de duas dançarinas que fazem parte da única escola de balé para cegos do mundo.

Geyza Pereira e Thalia Macedo são as protagonistas. Ambas perderam a visão durante a infância. Seus relatos emocionam pela contundência e pelo sofrimento imposto a uma criança, mas suas histórias vão além do desafio de dançar sem uma referência visual. Como muitos de nós, essas mulheres querem ser boas profissionais, parceiras e amigas, e trabalham duro para se tornar a melhor versão de si mesmas.

Dançar sem Ver

O Teatro Cleon Jacques do Centro de Criatividade de Curitiba apresenta no dia 15 o espetáculo “O grito da dança”, produzido por um grupo de pessoas com deficiência visual que participa do projeto “Dançar sem Ver”. Além dos participantes do projeto, foram convidados outros grupos, resultando num espetáculo diversificado, com danças de vários ritmos, como hip hop, forró, pop e samba.

A ideia, segundo um dos organizadores, o professor de Educação Física Jacob Cachinga, é celebrar as diferenças, contribuindo para uma conscientização sobre a inclusão. “Seja qual for a diferença ou deficiência, somos todos seres humanos. São as nossas diferenças que fazem o mundo melhor”, diz Jacob. O espetáculo também comemora o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual (13 de dezembro).

O projeto Dançar sem Ver começou há cerca de dois anos, com uma parceria formada pela bailarina Pamela Shiroma, o professor Jacob Cachinga e a Escola de Dança Conceito, onde são realizadas as aulas de dança de salão para casais de pessoas com deficiência visual.

A metodologia envolve três estímulos: oral, em que os professores descrevem cada passo para os alunos; sonoro, que permite aos alunos aprender, através da música, a identificar o ritmo e dançar no compasso musical; e o estímulo tátil, em que os professores com o toque aperfeiçoam a técnica de cada casal.

Serviço:

Exibição de “Olhando para as estrelas”

Local: Cine Guarani – Portão Cultural (Av. República Argentina, 3430)

Datas e horário: de 30 de novembro a 13 de dezembro (exceto 03/12), às 17h

Ingressos: R$ 12 e R$ 6

Classificação: livre



Espetáculo “O grito da dança” com os participantes do projeto Dançar sem Ver

Local: Teatro Cleon Jacques – Centro de Criatividade de Curitiba (R. Mateus Leme, 4.700)

Data e horário: 15 de dezembro (sexta-feira), às 20h

Ingressos: R$ 30 e R$ 15

Fonte: PMC

Documentário e espetáculo de dança mostram vidas de cegos