KIT MÍDIA Contato

por: Marcio Nato Rodrigues - Curitiba(PR)

Data: 10/10/2017 às 10h00min - Atualizada em 10/10/2017 às 10h00min
..

As crianças passam cada vez mais tempo 'agarradas' aos smartphones, tables, consolas e computadores, acabando por perder a noção da postura que têm nessas alturas.



As queixas de dor nas costas tornam-se cada vez mais frequentes, mas nem tudo é culpa das novas tecnologias. O elevado peso das mochilas e fatores como a forma de andar e a forma de mastigar também podem causar algum tipo de desequilíbrio na postura da criança.



A fisioterapeuta Patricia Prieto, da clínica Espaço Pathricia Prieto, no Brasil, explica que é possível identificar os problemas causados pela má postura ao prestar atenção a possíveis assimetrias no corpo da criança.



“A diferença na altura dos ombros ou do ângulo da cintura podem ser um sinal de má postura. Além disso, crianças que sofrem muitas quedas também podem estar com desvios na coluna”, aponta.



A profissional esclarece ainda que o tratamento depende muito de cada caso, mas, de uma forma geral, são usadas técnicas específicas como Reeducação Postural Global e fisioterapia convencional para o alívio da dor.



“Quando o desequilíbrio é causado pela passada incorreta, é indicada a palmilha postural para a correção da coluna. Quando a causa é a forma de mastigar, a criança é encaminhada para o dentista, para a produção de um aparelho”, explica.



Segundo a fisioterapeuta, evitar as mochilas muito pesadas e controlar o tempo que a criança brinca com dispositivos móveis (conhecidos por aumentar a síndrome do pescoço de telemóvel) são alguns exemplos do que pode ser feito para evitar a má postura, que, quando não tratada devida e atempadamente, pode dar origem quadros de lombalgia, hérnias e problemas de articulações na vida adulta.



Saiba como identificar e corrigir a má postura das crianças