KIT MÍDIA Contato

por: Marcio Nato Rodrigues - Curitiba(PR)

Data: 26/07/2017 às 17h30min - Atualizada em 26/07/2017 às 15h17min
..

Talvez você estivesse concentrado demais para reparar nisso, mas seu último beijo provavelmente começou com a cabeça inclinada para a direita. Essa conclusão integra um estudo publicado na Scientific Reports, que analisou a maneira como casais de Bangladesh colam os lábios afetivamente. A relação encontrada pelos cientistas foi bem clara: o lado para qual a cabeça inclina na hora H depende da preferência de quem inicia o beijo.





O experimento promovido pelos cientistas é interessante por ser o primeiro a analisar o comportamento de pares não-ocidentais. Em Bangladesh, as demonstrações públicas de afeto não são nada comuns. Por isso, beijar seu parceiro é algo para se fazer apenas entre quatro paredes. Sorte dos pesquisadores, que não precisaram ficar de vela assistindo à cada uma das cenas românticas durante os testes.

Os 48 casais analisados moravam em Daca, capital do país asiático, eram todos heterossexuais e casados legalmente. Em prol da ciência, eles se beijaram no conforto de seus lares, e depois registraram suas impressões em um questionário – respondido em cômodos diferentes de seus respectivos. Dentre as perguntas, estavam “quem começou o beijo” e “qual o lado que a pessoa preferiu usar”. Desse exercício afetivo, surgiram alguns resultados. Um deles foi a preferência masculina por tomar a iniciativa: eles iniciaram 79.7% dos beijos – 15 vezes mais que as mulheres.





Veio à tona também o comportamento quase que instintivo de quem recebe o beijo: se adaptar à preferência de quem tomou a atitude, sem necessariamente procurar o mais confortável para si. 74% daqueles que começaram a trocação de saliva relataram inclinar para a direita. E quem foi beijado também acompanhou o parceiro, já que 69% também foi com a cabeça para o mesmo lado. Quem foi requisitado a espelhar a posição da cabeça do parceiro relatou desconforto.





Mas e quanto ao lado esquerdo, como fica? Alguém canhoto até pode preferir este lado (como de fato aconteceu com um em cada cinco casais), mas só se der o start. Apesar de ter gente destra virando a cabeça para a esquerda (apenas 7.2% das cobaias eram canhotas), os pesquisadores acreditam que a busca pelo lado destro se relacione com a mão preferida de cada um. Ou seja: quem usa mais o lado direito curte mais a postura convencional. Virar para a esquerda, por sua vez, fará com que os canhotos aproveitem mais o momento.





Por isso, a melhor maneira de garantir que seu próximo beijo seja satisfatório para as duas partes é fazer a pergunta de 1 milhão de reais: “Você escreve com qual mão mesmo?”. Bom, não custa nada tentar.



Fonte: Super Interessante



Por que inclinamos a cabeça para a beijar?