KIT MÍDIA Contato

por: Jhenifer Lorena Vieira - Curitiba(PR)

Data: 26/01/2017 às 11h28min - Atualizada em 26/01/2017 às 11h28min
..

Três homens acusados da morte do sargento aposentado do Corpo de Bombeiros, Carlos Augusto Caetano Delle, de 60 anos, foram presos por investigadores da Delegacia de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. No último dia 13, o trio praticou arrastões contra pedestres na região do bairro Jardim Independência, até quando abordaram o sargento, que reagiu e foi morto.



Segundo o delegado Michel de Carvalho, da Delegacia de São José dos Pinhais, tudo começou após uma noite de consumo de drogas de Fabio Araujo Farias, de 35 anos, que já esteve internado para se curar do vício por 14 vezes.



“Ele usou o carro da mãe, um Peugeot, para ir até a biqueira. Conseguimos por imagens de câmeras de segurança verificar a entrada e saída do carro de um condomínio no bairro Afonso Pena. Neste local, o Fábio havia consumido droga e, como não tinha dinheiro para pagar, emprestou o carro para que os dois traficantes praticassem os assaltos”, explicou à Banda B.



Ainda segundo o delegado, Fábio dirigia o carro enquanto Wesley Bezerra Rodrigues, de 20 anos, e Marcelo Jorge Ferreira, 28, praticavam os crimes. “Eles procuravam vítimas fáceis e tinham já abordado duas mulheres. Ao verem o sargento com correntes de ouro, foram fazer o assalto. O sargento acabou reagindo, tentou tirar a arma e acabou levando vários tiros”, descreveu Carvalho.



Para a polícia, não resta dúvidas de que o atirador foi Marcelo, também conhecido como Neguinho. “Foi ele quem atirou. Fizemos buscas e encontramos os envovlidos. Marcelo e Wesley foram flagrados com drogas e também acabaram autuados por tráfico de drogas, além do latrocínio”, concluiu o delegado.



Na delegacia, Marcelo, que atirou contra o sargento, afirmou que a arma disparou sem querer e que não é alguém perigoso. “Fiz isso porque estava desempregado, mas não queria matar ninguém”, justificou-se.



Os suspeitos permanecem presos à disposição da Justiça.



 



Notícia Relacionada:




Sargento dos bombeiros reagiu a assalto e foi assassinado, diz delegado




Sargento da PM foi morto por estar com colar de ouro e tentar tirar arma de ladrão; suspeitos foram presos